25 anos de lançamento do álbum “Blood Sugar Sex Magik”

blood-sugar-sex-magik

Blood Sugar Sex Magik foi o primeiro álbum a ser produzido por Rick Rubin e o primeiro a ser lançado pela Warner Bros. Records.

O álbum foi produzido na famosa “The Mansion”, uma antiga residência do ilusionista Harry Houdini. De acordo com Anthony Kiedis em seu livro “Scar Tissue” (2004), O Red Hot Chili Peppers decidiu que ficariam na mansão durante as gravações, embora Chad Smith, convencido de que o local era assombrado, se recusou a ficar. Ele, ao contrário dos outros, ia todos os dias de motocicleta até a mansão (no clipe de Suck My Kiss aparece Chad indo com sua motocicleta na famosa The Mansion).

O álbum é responsável por lançar dois singles que marcaram de vez a história da banda no mundo da música, com os singles “Give it Away” e “Under The Bridge”.

Como curiosidade, o álbum foi lançado no mesmo dia do álbum Nevermind da banda Nirvana e Blood Sugar Sex Magik está na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame e já vendeu mais de doze milhões de cópias em todo o mundo.

Em uma recente entrevista da Loudwire, o baterista Chad Smith falou sobre o 25º aniversário do álbum Blood Sugar Sex Magik e falou das bandas Nirvana e Pearl Jam:

Vale a pena ver os clipes lançados pela banda no canal oficial no YouTube:

Give It Away
 
Under The Bridge
 
Suck My Kiss
 
Breaking The Girl
Canal oficial do Red Hot Chili Peppers no YouTube: Youtube.com/user/RHCPtv
Canal oficial do Loudwire: Youtube.com/user/LoudwireMusic

Chad Smith e Josh Klinghoffer em uma partida de hóquei no gelo na Finlândia

Duas estrelas de uma das maiores bandas de rock participaram de uma partida de hóquei no gelo na última quarta-feira, na Hartwall Arena, onde eles se apresentaram duas vezes essa semana.

js5a7577

O guitarrista Josh Klinghoffer e o baterista Chad Smith arrebentaram no palco da Hartwall Arena na terça-feira. Na quarta-feira, antes do segundo show, eles tiraram um tempo para jogar hóquei no gelo. Chad escolheu ser goleiro, enquanto Josh preferiu jogar no ataque.

Outros músicos de algumas bandas finlandesas também participaram dessa partida.

Confira abaixo algumas fotos e um vídeo da dupla em quadra:


Vídeo:

Créditos: Jokerit e Josh Klinghoffer.org

Red Hot Chili Peppers confirmado no Brasil para o Rock In Rio 2017

14333744_1215511231813817_373227002476421568_n

O Rock In Rio confirmou no começo desta quinta-feira o show do Red Hot Chili Peppers na edição de 2017.

Os Chili Peppers se apresentarão no dia 24 de setembro de 2017 (data que também marca os 26 anos de lançamento do Blood Sugar Sex Magik) e será o show de encerramento desta edição do festival. Atualmente, estão na turnê do álbum The Getaway, lançado em junho de 2016.

Em novembro começarão a ser vendidos o Rock In Rio Card, que assim como aos associados ao Rock In Rio Club, dão direito a ingresso para o festival. Acompanhe o RHCP Brasil para saber mais informações sobre os ingressos nos próximos dias e possíveis shows em outras cidades brasileiras.

Em 2017, será a terceira vez dos Red Hot Chili Peppers nas edições brasileiras do Rock In Rio. Relembre dos shows enquanto nos aquecemos!

Continue lendo…

Red Hot Chili Pepper irá tocar em Los Angeles no próximo dia 18/09/2016

O Red Hot Chili Peppers estará recebendo em casa o Los Angeles Rams, time de futebol americano ao qual competem na National Football League (NFL).

A banda irá se apresentar no próximo dia 18 de setembro no Los Angeles Memorial Coliseum em Los Angeles, Califórnia, antes do Los Angeles Rams assumir o Seattle Seahawks. Este será o primeiro jogo da NFL em Los Angeles em 22 anos.

O canal oficial da banda no YouTube postou um vídeo falando sobre este evento:

Canal oficial do Red Hot Chili Peppers no YouTube: Youtube.com/user/RHCPtv

Flea Mail – 12 de Setembro de 2016

flea

No Flea Mail do dia 12 de Setembro, Flea fala sobre seu inconformismo sobre o uso abusivo de celulares, fala um pouco de Chris Warren e Nate Wolcott e descreve sua passagem por Estocolmo. Confiram abaixo a tradução na íntegra:

“Andar, andar e andar a pé por todos os lados de Estocolmo. Toda esta aventura escandinava tem sido algo mágico, pude testemunhar reis mortos e enterrados sob placas de pedras antigas, visitei cemitérios repletos de paz ao sul de Estocolmo, respirei profundamente o ar fresco em meus pulmões. Temo, no entanto, pelos jovens do mundo. Um após o outro que vão descendo as ruas, em grupos ou sozinhos, mas quase sempre com os rostos colados em seus celulares. Eu testemunhei centenas de crianças andando pelas ruas que nem sequer olhavam para cima para pelo menos evitar que caíssem em uma vala. Grupos de crianças que não proferiam uma palavra sequer, nem se maravilhavam com a imensidão azul acima de suas cabeças, ficavam apenas olhando para aquele dispositivo retangular enquanto perambulavam. Eu acho que este é um fenômeno mundial de tristeza. O que será de nós??? Para onde iremos? Precisamos encostar e olhar para o céu, e deixando nossos espíritos livres. A imaginação precisa  fluir, livros devem ser escritos, sinfonias devem ser compostas, novos estilos devem ser inventados. Pôxa, venha e faça alguma coisa que realmente me impressione, que me force a ver por fora da minha vida. Eu sei que lamento e reclamo enquanto estou sentado aqui digitando em meu quarto, me diga o quão idiota eu sou, eu mesmo sou um usuário de celular. Mas este é um problema que nós nunca havíamos enfrentado antes. Continue lendo…