Tag Archives: anthony kiedis

Anthony Kiedis e Flea estão no Rio de Janeiro

[Revista QUEM] Anthony Kiedis e o baixista Flea aproveitaram a estadia no Rio de Janeiro para pegar uma praia em Ipanema.

As estrelas estão no Brasil para o casamento da modelo Michelle Alves com Guy Oseary, empresário de Madonna e da banda U2, que promete movimentar a noite carioca desta terça-feira (24). O rapper Puff Daddy, a atriz Dakota Johnson, Matthew McConaughey, Owen Wilson e Ashton Kutcher também desembarcaram no Rio.

A casa de Luciano Huck e Angélica, no Joá, Rio, será o local da celebração, que terá 150 seletos convidados, entre eles Madonna, que nas redes sociais já mostrou a empolgação com a vinda para o Brasil.

Veja as fotos:

Fotos: Denilson Santos /Agnews

Anthony Kiedis na capa da revista “Our City Of Angels”

Anthony Kiedis ilustra a capa da 2ª edição da revista “Our City Of Angels”.

“Our City Of Angels” é uma nova revista que chega ao mercado americano para falar sobre a vida e o estilo da cidade de Los Angeles. Ela pode ser encontrada nas lojas “Colette” e também através do site oficial da revista, dentro de alguns dias. O dinheiro arrecadado com as vendas será doado para a instituição “Planned Parenthood”.

Créditos: Our City Of Angels.

Anthony Kiedis se apresenta com bota ortopédica em show dos Red Hot Chili Peppers

Os Red Hot Chili Peppers se apresentaram no Intrust Bank Arena na cidade de Wichita, Kansas, no Estados Unidos nessa segunda (16/01/17). O show fez parte da turnê norte americana do álbum “The Getaway”.

O que chamou a atenção do público além da presença de palco característica dos integrantes e da iluminação do palco foi Anthony Kiedis se apresentar com uma bota ortopédica na perna esquerda. Não foi informado oficialmente qual foi o problema que ele teve na região. Em 2012, o vocalista fez uma cirurgia no pé direito devido a múltiplas fraturas e os Chili Peppers tiveram que adiar alguns shows da turnê “I’m With You”.

Continue lendo…

Red Hot Chili Peppers confirmado no Brasil para o Rock In Rio 2017

14333744_1215511231813817_373227002476421568_n

O Rock In Rio confirmou no começo desta quinta-feira o show do Red Hot Chili Peppers na edição de 2017.

Os Chili Peppers se apresentarão no dia 24 de setembro de 2017 (data que também marca os 26 anos de lançamento do Blood Sugar Sex Magik) e será o show de encerramento desta edição do festival. Atualmente, estão na turnê do álbum The Getaway, lançado em junho de 2016.

Em novembro começarão a ser vendidos o Rock In Rio Card, que assim como aos associados ao Rock In Rio Club, dão direito a ingresso para o festival. Acompanhe o RHCP Brasil para saber mais informações sobre os ingressos nos próximos dias e possíveis shows em outras cidades brasileiras.

Em 2017, será a terceira vez dos Red Hot Chili Peppers nas edições brasileiras do Rock In Rio. Relembre dos shows enquanto nos aquecemos!

Continue lendo…

Flea: “Você precisa se dedicar”, sobre o relacionamento criativo com Anthony

O Deus australiano do rock e baixista do Red Hot Chili Peppers nos explica como os conflitos com outros membros do grupo se tornam os grãos para o moinho criativo.

flea

Eles são a dupla mais infame do mundo rock’n’roll depois de Mick Jagger e Keith Richards: Anthony Kiedis e Michael “Flea” Balzary, os dois membros mais antigos do Red Hot Chili Peppers.

Juntos já venderam 80 milhões de álbuns nos últimos 33 anos e ganharam um lugar no Rock and Roll Hall of Fame. Claro que isso se trata de talento musical, mas ao longo dos anos também houve vários comportamentos autênticos de rock’n’roll.

A história da banda é composta por entradas e saídas de membros e – até o final dos anos 90 – cheia de publicidade e uso abusivo de drogas. Mas eles ainda estão na ativa. De algum jeito, apesar de tudo, a criatividade deles conseguiu sobreviver ao drama.

Como? De acordo com Flea, que agora está em seus 50 anos, depende de encarar, ao invés de evitar, os inevitáveis conflitos.

THE RED BULLETIN: Você e Anthony Kiedis possuem uma amizade de quase 40 anos e 33 anos de carreira. Vocês discutem?
Flea: O tempo todo! E sobre qualquer coisinha. Não sei se existe algo em que não discutimos.

Sério?
Claro. Mas eu admito que não discutimos agora do mesmo jeito que costumávamos no passado. Nos nossos 20 e poucos anos, sempre estávamos irritados um com o outro e ficávamos dias sem conversar. Agora somos mais sensatos. Não levamos mais as coisas para o lado pessoal, porque sabemos que estaremos um do lado do outro quando as coisas não estiverem legais.

Essas tensões não afetam a relação de trabalho?
Pelo contrário. Anthony e eu sentimos essa energia incrível desde que estamos criando músicas juntos, e acho que essa energia é baseada em frustração e raiva.

O que você quer dizer com isso?
É fácil falar algo para alguém sabendo que isso vai fazê-la feliz. Criticar um amigo não é uma coisa legal a se fazer, mas é a mais importante para que ambos possam seguir adiante.

O que é necessário para um relacionamento criativo ser produtivo?
Você precisa dar o seu melhor. Olhe as grandes duplas famosas. Lennon e McCartney, Jagger e Richards, por exemplo. Todos excêntricos individualmente, mas juntos criaram músicas incríveis.

Então se alguém quiser ser bem-sucedido, deve encontrar o seu oposto para trabalhar?
Exatamente isso. Encontre alguém para discutir ideias. E também é muito importante viver os contrastes. Você não pode se adequar ou se rebaixar se você quiser tirar o melhor de você e seu parceiro. Isso vai ficar chato bem rápido, como em um casamento.

Ok, mas como eu encontro o meu oposto?
Você não pode planejar isso. Você quer saber como eu conheci o Anthony? Em uma briga. Eu tinha 14 anos e estava enchendo de porrada um garoto chato da minha sala na escola. Anthony apareceu do nada e gritou para mim: “deixe o menino em paz! ”. Nós tivemos essa briga horrível que terminou com a gente se abraçando e sorrindo. E não muito depois, nos tornamos amigos.

Em sua autobiografia, Kiedis chama você de alma-gêmea. Como você vê essa amizade?
Do mesmo jeito. Nós passamos por muitas ‘primeiras vezes’ juntos: roubo, diversão com garotas, drogas. Quando estamos juntos há essa energia que faz tudo ser possível. Mas sendo honesto, eu nunca li o livro dele. Eu tinha medo.

Por quê?
Eu dei uma olhada algumas vezes. Teve alguns trechos que me deixou lisonjeado, mas teve outras partes que me deixou irritado. Tipo, “isso não é verdade de jeito nenhum!”. Todo mundo lembra das coisas de forma diferente, isso é verdade. Mas eu não queria que nossa amizade sofresse, como resultado.

Você se deparou com as passagens sobre sua irmã?
Você quer dizer de quando ele fez sexo com ela? Eu sabia de tudo isso. Eu estava no quarto ao lado naquela noite.

Algumas amizades masculinas terminaram por muito menos…
Se minha irmã está transando com alguém, então que essa pessoa seja meu melhor amigo. Na verdade, eu fiquei feliz que ela tenha gostado dele tanto quanto eu.

Créditos: Red Bulletin
Tradução: Amanda Olivieri