Entrevista com Mauro Refosco

[28/08/2011] O percussionista brasileiro Mauro Refosco falou exclusivamente com o RHCP BRASIL e nos contou como ele veio a conhecer Flea e como foi o convite para gravar com o Red Hot Chili Peppers. Mauro também revelou como foi o processo de gravação de “I’m With You”, detalhes do pré-show e como está sendo seu dia-a-dia com a banda.

Além disso, para ilustrar a entrevista a querida Clara Balzary tirou uma foto especial para nós com Anthony Kiedis, Mauro Refosco, Flea e Chad Smith segurando papeis com os dizeres “RHCP BRASIL” e uma outra do Flea com “BRASIL” :-)

Para saber mais quem é Mauro Refosco, clique aqui

Confira a entrevista com “a pimenta brasileira” abaixo:
(ouça também o podcast com participação do Mauro Refosco)

———————————————–

RHCP BRASIL: 1- Antes de perguntar sobre você e o RHCP, conte como surgiu o Atoms For Peace? E o grupo tem planos para o futuro, como gravar um álbum de inéditas?

MAURO REFOSCO: O AFP foi idéia do Thom (Yorke) de montar um grupo para tocar as musicas do disco solo dele chamado “The Eraser”. Eu entrei no grupo por indicação do Joey Waronker a quem eu já conhecia de outros carnavais.
Sobre o futuro e gravações, não tenho a menor idéia. Só sei que quando tocamos o último show, ficou em todos um gostinho de quero mais.

RHCPBR: 2- Como você conheceu o Flea? Já conhecia-o antes do Atoms For Peace?

MAURO: O Flea eu conheci quando AFP se juntou pra ensaiar. Eu já tinha ouvido falar dele, mas não o conhecia pessoalmente. Nós temos um amigo em comum, o John Lurie, líder da banda de jazz Lounge Lizards, na qual eu toquei entre 1996 e 2000.

RHCPBR: 3- E como você recebeu o convite pra trabalhar com o Red Hot Chili Peppers?

MAURO: Recebi um text do Flea perguntando se eu estaria interessado a gravar no disco novo, depois de refletir longamente por………..  meio segundo, respondi que sim!!

RHCPBR: 4- Na gravação de “I’m With You”, você colaborou no mesmo tempo em que a banda estava compondo ou você adicionou a percussão após o disco finalizado? Como foi o processo?

MAURO: Fui chamado pra gravar as bases junto com a banda, quando estavam todos juntos no estudio. As musicas já estavam compostas, e a gente só as executava e os engenheiros gravavam os “takes”, que eram geralmente 2 ou 3 no máximo por música. Alias o processo de gravacao do disco foi bem “old school” onde tocamos as musicas sem click e sem “arrumar os takes”, se vc errou algo, fica do jeito que foi, muito bom.

Essas seções foram em outubro de 2010, e em fevereiro de 2011 eu voltei a LA pra fazer alguns overdubs em algumas dessas musicas.

RHCPBR: 5- Qual sua música preferida em “I’m With You”? E por que?

MAURO: Eu não tenho música preferida pra dizer a verdade, não sou muito assim com música, gosto de todas, mas pelo fato de “Maggie” ser o primeiro “single” do disco e a gente tem tocado bastante nos shows, ela cresceu em mim.

Essa música alias e um 1st take das gravações, quando eu entrei pra gravar, eu não tinha idéia do que ia fazer, tive que ser criativo e espontâneo no momento de gravar, mas saiu super legal, o lance do cowbell e os outros elementos percussivos que rolaram. Tudo com muito instinto.

RHCPBR: 6- Antes de trabalhar com o Flea, com certeza já deve ter ouvido falar nele e no RHCP antes. O que você pensava deles? Você se surpreendeu em algum aspecto quando conheceu todos de perto?

MAURO: Rapaz não fique bravo comigo, mas eu não conhecia não. Tinha ouvido falar e tinha escutado no radio algumas musicas, não tinha uma idéia formada sobre eles por não conhecer muito o trabalho, mas quando fui convidado pra gravar o disco, eu baixei no Itunes alguns discos e me aprofundei na musica. Comecei a entender um pouco mais da banda.

RHCPBR: 7- De toda carreira do RHCP, tem alguma música ou álbum que você mais goste?

MAURO: Já tinha ouvido Give It Away, Aeroplane e Scar Tissue, mas só no radio e sem prestar muito atenção não. Então eu não tenho um disco preferido.

RHCPBR: 8- Como que você descreveria o Flea profissionalmente e como pessoa?

MAURO: Flea é um musico excelente, saca muito de música, escuta de tudo, tem um ouvido aguçado, curioso, não tem preconceitos musicais e é muito sensível. E ele é do mesmo jeito como pessoa…

Foto: Clara Balzary | Para: RHCP Brasil

RHCPBR: 9- …E sobre Chad, AK e Josh, tem algo a comentar?

MAURO: São todos muito profissionais e tranquilos. Todos bem família e trabalhadores.

RHCPBR: 10- Como está sendo seu dia-a-dia com o Red Hot Chili Peppers?

MAURO: Bom, eu estou em Los Angeles desde 17 de julho e a principio foram alguns ensaios em Santa Monica, basicamente ensaiando musicas do disco novo e musicas que iriamos tocar no Summer Sonic e no show de Hong Kong. Então era uma mistura de músicas antigas e do disco novo. Depois de 7 ensaios tocamos 3 shows secretos antes de partir para Asia. Quando voltamos, fomos para um estúdio grande, o The Forum, onde ficamos fazendo o ensaio técnico, de montagem do palco e as 14 músicas do disco novo.
É tranquilo, a galera é muito gente boa. Bom demais fazendo músicas, muita jam, curtindo o som, rindo, um ambiente bem tranquilo.

RHCPBR: 11- Até agora, nos shows que você já fez com os Peppers, rolou algum fato engraçado ou diferente nos bastidores? E como é o ambiente pré e pós show da banda?

MAURO: Fato engraçado, eu não me lembro não. O pré-show e tranquilo, Josh e Flea adoram tocar os seus instrumentos, o AK faz uma revisão das letras. Rola um tabuleiro de xadrez e a gente se reveza, mas geralmente eu detono todos eles hahahah
Pós-show, e um banho pra baixar a adrenalina, uma alongada e bater um rango, e se alguém tiver convidados rola um espaço pra fazer uma social.

RHCPBR: 12- Pelo fato de você ser brasileiro, a banda já comentou com você sobre o nosso país? Perguntam ou falam alguma coisa sobre o Brasil?

MAURO: Em geral o Brasil é um pais que desperta a curiosidade de todo o mundo e com o RHCP não e diferente, porém todos já estiveram no Brasil varias vezes e já tem uma noção do que o pais é. Mas e sempre legal voltar. O Chad por exemplo me falou que está muito afim de cair num rodízio de carnes, não acredito que o Flea e o AK vão estar nessa!

RHCPBR: 13- Todos os fãs brasileiros da banda estão muito felizes por ver um brasileiro tocando com o RHCP e ansiosos pelo show. Como você encara isso?

MAURO: Eu estou super contente também. Imagina, uma banda super estabelecida, com uma história de extremo sucesso e ser convidado para tocar junto com os 4 com certeza é uma coisa sensacional, com certeza dos highlighs da minha carreira. E poder dividir isso logo no inicio da turnê com vocês, com os fãs do Chili Peppers ai no Brasil, tocando no Rock In Rio e em São Paulo (Anhembi) é uma coisa maravilhosa.

RHCPBR: 14- Sabemos que você mora há bastante tempo no exterior. Quando (e com quem) foi sua última visita ao Brasil?

MAURO: Moro em New York desde 92, mas vou ao Brasil direto, 2 ou 3 vezes ao ano +/-. Em 2011 eu e a Su, minha esposa, estivemos no Sul da Bahia, num desses paraísos que só existem por lá!

RHCPBR: 15- Será bastante diferente dessa vez com o Chili Peppers? Você tem alguma expectativa, já que será headliner de um dos maiores festivais do mundo? (Rock In Rio)

MAURO: Acho que cada vez e diferente e agora mais ainda. Tem o Josh novo guitarrista, disco novo e uma tour depois de vários anos parados, e tocar no Rock in Rio é especial sim. Pra mim talvez tenha um sabor um pouco mais especial pelo fato de tocar no meu pais, com alguns amigos e familiares na platéia.

RHCPBR: 16- E sobre o restante da banda, eles estão ansiosos para tocar por aqui?

MAURO: Ansiosos eu não diria, mas com certeza estão todos contentes de estarem tocando juntos novamente, com um disco fresquinho e depois de um hiatus de alguns anos, isso só adiciona às boas vibrações.

RHCP e Mauro

Foto: Clara Balzary | Para: RHCP Brasil

As fotos dessa entrevista foram tiradas por Clara Balzary para o site RHCP Brasil após o show no Club Nokia onde a banda fez um show em benefício da Silverlake Conservatory Of Music [saiba mais]