Otherside: Red Hot Chili Peppers e o cinema alemão

Se você já assistiu o clipe Otherside, sem dúvida já viu os marcantes traços do cinema europeu. Dirigido por  Jonathan Dayton e Valerie Faris, o clipe em preto e branco/monocromia é semelhante ao estilo gótico de O gabinete do doutor Caligari de Robert Wiene, todo influenciado pelo expressionismo alemão.

Clique para assistir o filme

Durante a década de 1920, o cinema na Alemanha se destacou em um movimento vanguardista que ficou conhecido como Expressionismo Alemão. Foi quando, influenciado pelas correntes artísticas da época, começou-se a pensar na direção de arte dos filmes. Os cenários e figurinos de fato faziam parte da narrativa, não apenas como objetos em segundo-plano, como no famoso O Gabinete do Dr. Caligari (1920).

O clipe “Otherside” foi lançado em 2000 e ilustra a 4ª faixa do álbum clássico do grupo, Californication.

Assista o vídeo no RHCPtv

O visual do clipe lembra bastante Caligari e a referência visual ao Expressionismo é explícita, embora traga elementos das outras vanguardas, como o Surrealismo e o Cubismo. A escada sem fim mostrada no clipe e a desproporção de elementos comuns como fio de alta tensão gigante e asa/boca voadora, reforçam essa tendência.

O roteiro revela a saga do protagonista pelos cenários cinzentos de seu sonho, enquanto os músicos da banda – todos vestidos de preto – estão isolados um do outro tocando seus instrumentos improvisados.

A novidade não é a música apropriar-se da arte do cinema, mas um álbum totalmente hollywoodiano valorizar o cinema europeu com traços especificamente demarcados. Vindo dos Red Hot Chili Peppers, a qualidade musical e visual é praticamente inquestionável.

Por: Cínthia Demaria

Saiba mais sobre o filme.

Sobre o filme

Título Original: Kabinett des Dr. Caligari
Gênero: Terror
Origem/Ano: ALE/1919
Direção: Robert Wiene

Um clássico do filme de terror, realizado no tempo em que o cinema ainda não falava. Mas as belíssimas imagens (que criam um tom meio surrealista) valem mais que mil palavras. O malvado Dr. Caligari hipnotiza um jovem e o induz a matar várias pessoas. Tudo se complica quando ele se recusa a assassinar uma bela jovem. Num toque de mestre, realiza um filme sob a ótica de um louco: daí as distorções e deformações das ruas, casas e pessoas.

“O Gabinete do Doutor Caligari” foi uma das primeiras obras do Expressionismo Alemão , que privilegiva os estranhos efeitos de luz e sombra na composicão de climas psicológicos, alem de usar cenários e ângulos de câmera distorcidos.

O prólogo e o epílogo não existiam na versão original, que pretendia ser um ataque a autoridade social. A remontagem imposta pelos produtores alterou o significado do filme, fazendo com que a ação passasse a representar o delírio de um louco. Mas isso não afetou sua qualidade cinematográfica. Ao contrário, contribuiu para tornar a trama ainda mais intrigante.

Os cenários, criados em pedaços de madeira e pano pelos pintores expressionistas Walter Reimann e Walter Rohrig e pelo cenógrafo Hermann Warm, ainda existem e fazem parte do acervo do Museu do Cinema Henri Langlois, em Paris. Fritz Lang, que se tornaria um célebre diretor alemão dos anos 20, colaborou no roteiro.

Elenco:

Werner Krauß…Dr. Caligari
Conrad Veidt…Cesare
Friedrich Feher…Francis
Lil Dagover…Jane
Hans H.Twardowski…Alan
Rudolf Lettinger…Dr. Olson
Rudolf Klein-Rogge…A Criminal

Assista:

http://www.youtube.com/movie/the-cabinet-of-dr-caligari